Dicas essenciais para fazer streaming ao vivo

Soren Pedersen | 01/06/2020 Dicas essenciais para fazer streaming ao vivo

Dispositivos intuitivos estão facilitando como nunca o streaming de vídeos nas mídias sociais para iniciantes. SOREN PEDERSEN explica como fazer streaming ao vivo com apenas um smartphone ou notebook e um microfone.

Já faz 15 anos que Jawed Karim, cofundador do YouTube, enviou o vídeo “Me and the San Diego Zoo” (Eu e o Zoológico de San Diego). O vídeo de 18 segundos que mostrava Karim em pé diante de elefantes dizendo “O bacana desses caras é que eles têm trombas enormes” inspirou e desencadeou uma legião de YouTubers.

Mas quando o Facebook Live foi lançado em 2016, o streaming chegou de fato ao mainstream e colocou o formato das mídias sociais de transmissão especializada ao alcance de todos. E por que não? Os equipamentos necessários são básicos, não é preciso realizar nenhuma pós-produção e o streaming ao vivo pode ser todo feito por apenas uma pessoa. 

Do evento ao vivo para o streaming ao vivo

Particularmente, os músicos — atingidos em cheio por uma onda de cancelamentos de turnês e fechamentos de locais de apresentação nos últimos meses — descobriram que o streaming é um modo de se manter conectado aos fãs. E sem nenhuma previsão segura de quando a música ao vivo possa retornar a algo parecido com a normalidade, apresentar-se ao vivo on-line também está se tornando uma atividade cada vez mais procurada por artistas que precisam pagar as contas.

Mas nem todos estão usando o streaming para ganhar dinheiro: Mary Spender é uma cantora, compositora e guitarrista que tem um bem-sucedido canal no YouTube. Depois de ver as enormes dificuldades enfrentadas pelos trabalhadores de saúde na Grã-Bretanha, ela decidiu fazer um streaming ao vivo de 24 horas com o objetivo de arrecadar recursos para a instituição beneficente de saúde local em Salisbury.

“Antes de tudo, eu precisei aprender como transmitir ao vivo no YouTube, porque nunca tinha feito isso antes”, ela admite. “Fiz muita preparação e editei vídeos no meu canal no YouTube.”

Então, ela reuniu uma configuração que a permitiu conversar por chat com convidados por videochamadas, além de tocar guitarra e cantar para espectadores diretamente de seu home studio. Com uma simples webcam e um microfone USB plugado ao computador, ela pôde transmitir vídeo e áudio diretamente de sua mesa. Mas seu set de equipamentos era um pouco mais complexo.

“Minha guitarra estava ligada ao meu Orange Rocker 15 (amplificador) pelo box Universal Audio OX, só para manter uma tonalidade suave com um volume baixo”, explica a artista. “Eu não queria que os meus vizinhos reclamassem do barulho!”

Spender usou o software de streaming OBS, de código aberto, para transmitir tudo on-line.

“Minha única preocupação era a qualidade do Wi-Fi, mas a conexão aguentou bem a maior parte do tempo.” Ao final do evento, a guitarrista arrecadou impressionantes £ 17 mil para a instituição beneficente. “Eu me senti como se estivesse em uma montanha-russa, mas fiquei simplesmente sentada em um quarto durante 24 horas. E foi espetacular!”

Mantenha as coisas simples

Antigamente, se quisesse transmitir algo ao vivo, você precisaria de uma câmera de vídeo, um codificador, um microfone externo, conexão de internet e uma plataforma. Você ainda precisa da internet e de uma plataforma, como o Facebook Live, mas os dispositivos móveis e notebooks de hoje permitem que streamers ao vivo de primeira viagem façam todo o trabalho com os equipamentos que já possuem.  

Isso é muito importante, já que cada equipamento aumenta as chances de um problema técnico. Se um elo da corrente quebrar, sua transmissão ao vivo passa a correr perigo. Manter a sua configuração simples, pelo menos no início, vai reduzir as frustrações e a probabilidade de erros técnicos, além de ajudar você a se concentrar no conteúdo.

Configurações para dispositivos móveis e notebooks

A maioria de nós tem smartphones e um computador desktop ou notebook. Como ligar esses dispositivos a um microfone externo? 

Streaming ao vivo com um notebook ou desktop

Qualquer microfone USB pode ser plugado diretamente a um PC ou MAC. Se você planeja usar o teclado durante o streaming ao vivo, tenha cuidado com o posicionamento do microfone, já que os seus espectadores vão acabar se distraindo com o barulho das teclas. O microfone deve estar apontado para a fonte de som e longe do computador ou de qualquer outro ruído que desvie a atenção.

Microfones MOTIV — MV5, MV51 e MV88+ — são modelos condensadores digitais com configurações de processamento de sinal digital (DSP) integradas para diferentes aplicações. O modo Fala oferece reforço de graves para streamers ao vivo que buscam aquele “som de rádio”, e os modos Acústico ou Alto são perfeitos para transmitir ao vivo uma apresentação musical segundo o volume do artista.

Streaming ao vivo com dispositivos Android

A plataforma Android possui código aberto, ou seja, não faltam dispositivos com as mais diversas combinações de hardware e software. Por isso, não existe uma compatibilidade padrão de áudio USB. Devido a essa fragmentação, não recomendamos usar microfones USB em smartphones Android para streaming ao vivo. Como não existe um padrão, é difícil saber o que vai ou não funcionar.

Streaming ao vivo com dispositivos iOS

A Apple evitou esse problema de fragmentação implementando seu próprio sistema fechado e exclusivo. A vantagem disso é que desenvolvedores de aplicativos contam com algumas ferramentas padronizadas e uma pequena quantidade de combinações de hardware e software para trabalhar, o que facilita a implementação de coisas como a compatibilidade com microfones externos. Em geral, aplicativos iOS são mais propensos a trabalhar com um microfone MOTIV, e muitos dos aplicativos de streaming mais utilizados fazem isso, como é o caso do Facebook Live. 

Dicas para iniciantes e também os mais experientes

Prepare o seu espaço

Streamers que transmitem ao vivo de casa podem preparar seus estúdios temporários onde houver espaço: um quarto, sala de jantar, porão ou até mesmo a garagem. Para que o vídeo saia bem, é importante contar com uma fonte de iluminação decente, seja ela natural ou artificial.

Já para obter um som excelente, além de usar um microfone de qualidade, é preciso eliminar o ruído ambiente. Fique longe de ruas movimentadas e caminhões de lixo, e desligue qualquer coisa que gere ruido no ambiente de transmissão. 

Teste antes de entrar ao vivo

Como uma transmissão ao vivo envolve muitos fatores, é uma ótima ideia testar tudo antes de começar. Uma forma fácil de fazer isso é criar uma página de grupo privada no Facebook, convidar você mesmo e um amigo ou dois, e gravar um streaming ao vivo de teste. Você vai sentir se a sua conexão é rápida o bastante e ver/ouvir a si mesmo antes da hora H. Você pode ter uma ideia da velocidade da sua internet com um teste rápido de sites como o speedtest.net.

Fale no microfone e não se esqueça de olhar para a câmera

Quanto mais perto você ficar o microfone, melhor será o som. Há variações segundo cada tipo de microfone, mas a regra geral é posicioná-lo a cerca de 8 a 15 cm da fonte de som. Se isso não for possível, mantenha o microfone o mais perto possível dessa posição.

Não esqueça que você está convidando espectadores para assisti-lo. Portanto, olhe para a câmera, e não só para a tela do computador. Para isso, colocar uma pequena seta ou bilhete autoadesivo apontando para a câmera pode ajudar você a se lembrar que está em um streaming. Pode ser bem difícil no início!

Instale a câmera em um tripé

Se quiser evitar o efeito verité no seu vídeo, você vai precisar colocar a câmera ou o dispositivo móvel em um tripé. Claro que o toque caseiro do streaming ao vivo é parte do charme, mas ninguém aguenta uma imagem chacoalhando por muito tempo. 

Peça para alguém monitorar sua transmissão ao vivo

Ter pessoas extras apoiando o seu streaming ao vivo é fundamental. Como na maioria dos casos você não vai monitorar o som enquanto faz a transmissão, um ajudante pode ouvir e avisar sobre problemas de áudio ou vídeo.

Evite material protegido por direitos autorais

O Facebook Live, por exemplo, tem algoritmos bastante sofisticados que escutam constantemente streamings ao vivo. Se a música executada não estiver licenciada, eles vão retirar o seu vídeo.

É por isso que YouTubers, por exemplo, tendem a usar material original. Por outro lado, o TikTok — onde os vídeos têm uma duração média de 30 segundos — depende de músicas facilmente reconhecíveis. Verifique a plataforma para conhecer quais são as regras antes de apertar GRAVAR.

O caso para um microfone externo

Quase todos os notebooks e smartphones têm microfones embutidos, mas eles são omnidirecionais (captam sons vindos de todas as direções, o que é ruim para streaming) e não são projetados para oferecer máxima qualidade de áudio. Em um streaming ao vivo, é essencial ter um bom microfone cardioide externo que ajude o seu público a ouvir você, e não tudo o que está acontecendo em volta da câmera.

Microfones dinâmicos como o SM58 da Shure são muito utilizados por terem preço acessível, serem muito resistentes e não captarem tanto ruído ambiente. 

Outro exemplo é o SM7B, também da Shure. Considerado o melhor microfone para podcasts, ele é a opção ideal para streaming ao vivo. O modelo possui baixa impedância, ou seja, não capta tanto ruído ambiente e oferece um rico som de voz em estilo rádio. Além disso, você pode contar aos seus amigos que usa o mesmo microfone usado na gravação de Thriller. 

Se for usar um microfone dinâmico como o SM58 ou o SM7B, você só vai precisar de uma interface como o Shure MVi para conectar o microfone XLR ao notebook ou dispositivo móvel.

A praticidade pode ser o aspecto mais importante a considerar. Por exemplo, a linha MOTIV plug-and-play da Shure oferece três microfones digitais iOS e USB de alta qualidade, e uma interface com várias predefinições DSP que melhoram facilmente o som com o processamento de áudio certo para a aplicação. Você pode saber mais sobre a compatibilidade dos produtos MOTIV com os seus equipamentos aqui.

Sabemos de uma coisa: os espectadores podem até aceitar um vídeo ruim, mas não toleram um áudio de má qualidade. Um bom som é muito importante! 

Soren Pedersen

Soren é Especialista em Produtos para microfones com fio da Shure. Ele conduziu iniciativas de desenvolvimento para as linhas de produtos MOTIV™ e PG ALTA, e é um entusiasta de fones in-ear da Shure. Soren estudou Artes de Áudio e Acústica na Columbia College Chicago e grava música desde os 15 anos de idade. Quando não está trabalhando na Shure, ele toca bateria e é um audacioso cozinheiro em casa.

Soren Pedersen

Soren Pedersen

Soren is a Product Specialist for wired microphones at Shure. He led development efforts on the MOTIV™ and PG ALTA product lines and is a Shure earphone enthusiast. He studied Audio Arts and Acoustics at Columbia College Chicago and has been recording music since the age of 15. Outside of Shure he plays drums and is an ambitious home cook.